sábado, 9 de agosto de 2008

RELANCE


Há tanto, mesmo tanto, tanto e tanto povo, tanto...

tanta, oh se tanta, tanta e tanta casa, tanta...

tantos, mas mesmo tantos, tantos e tantos carros, tantos...

Há já tanto do tanto, mas se mesmo tanto!

e cada vez há menos ar, menos árvores, menos água...


Armando Macatrão, poeta nazareno, é professor de inglês

24 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
gaivota
,
menos vida . . .
,
um olá,
para o armando,
,
ilipares para ti
,
*

Fernando Rodrigues disse...

Muito bonito a foto e o texto

bjus

gaivota disse...

menos vida, meu amigo...
menos tudo e tanto!
jinhosssssssssssss

gaivota disse...

fernando rodrigues
é a nazaré, lindaaaaaaaaaaaa
mesmo nas fotos!
beijinho

Hermínia Nadais disse...

Lindo poema!

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá minha querida Gaivota, hoje tenho fotos do teu Pico... Andei esta semana por lá!
A tua postagem está linda... Beijinhos de carinho e amizade,
Fernandinha

Multiolhares disse...

Há tanto de pouco
E muito de nada
beijinhos

MสЯ†iиhส ♥ disse...

Sim… existe demasiados tantos.
Demasiados porquês.
Demasiados ses.
Demasiados mas…
Demasiado tudo!
Gaivota, desculpe querida… ando sem paciência para nada…
Voe livre com as suas assas leves!
Beijinho com cheiro a liberdade!
Marta

gaivota disse...

hermínia nadais
é linda a nazaré, inspiradora dos nossos poetas!
beijinho

gaivota disse...

fernanda&poemasquerida fernandinha, fotos lindas do picoooooooooooooojá anseio o setembro, lá estarei!linda a tua amizade!todo o carinho e beijinhossssssssssss

MสЯ†iиhส ♥ disse...

Gaivota, não li esse livro mas já ouvi falar dele xD
beijinho grande,
Marta

gaivota disse...

multiolhares
há muito pouco e nada e tudo e tanto...
o armando lá sabe...
beijinhos

gaivota disse...

martinha
querida, pensa em lê-lo, é lindo
e outros também da mesma autora, são muito bons e interessantes,
para ti, para a tua idade
beijinhos grandes

MสЯ†iиhส ♥ disse...

ok irei lê-lo
beijinhos, Marta

elvira carvalho disse...

Falta o ar, sobra a poluíção
Falta a água, sobra a sede
Falta o pão, sobra a fome
Falta o amor, sobra o ódio
Falta o sonho, sobra o medo
Falta a paz, sobra a guerra
Falta a alegria, sobra a dor
Falta a vida, resta-nos a morte.

Um abraço

gaivota disse...

elvira carvalhoé isso tudo que falta, minha amiga!
resta-nos a morte...
cada um à sua vez, só vai um à frente do outro...
beijinhos

jasmimdomeuquintal disse...

gaivota
concordo com o poeta, como não concordar?
boas férias!

gaivota disse...

jasmimdomeuquintal
é como está dito...
menos tanto e tudo!
beijinhos

Anita disse...

Há e haverá sempre uma janela aberta nos céus para nos acolher e o caminho talvez não seja o mais fácil, mas é certamente aquele que vai ter feito nossa vida valer a pena.

Um dia lindo amiga.
Beijinhos
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

Chinha disse...

Realmente cada vez há menos do que precisamos.

Sabes o teu pÔr do sol na tua imagem encanta-me. Lembra-me terras africanas que tanto têm a ver comigo....

bjinhos

gaivota disse...

anita
há de facto sempre uma janela aberta,
qando se fecha uma porta...
uma semana feliz para ti, minha amiga
beijinhos

gaivota disse...

chinha
tens razão, estes "pôr-do-sol" contêm um certo misticismo, quase idêntico, sobra a baía da luanda...
beijnhos

Sophiamar disse...

Gaivota Linda

Andas a divulgar gente dessa terra linda e que merece ser conhecida por todos nós. Bem hajas, amiga!

Quanto ao poema, um apelo à vida, à reflexão para que tenhamos cuidado com a vida na Terra. A marcha parece irreversível. É preciso parar para pensar.

Beijinhosssssssss

gaivota disse...

sophiamar
minha querida, este povo é de grandes conhecimentos e respeito!
temos os que mal sabem escrever, mas sabem exprimir as suas fés ou queixumes, e estes que até são licenciados e nos fazem parar e pensar!
a nazaré é lindaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa
beijinhos grandes, minha amiga