quinta-feira, 30 de outubro de 2008

FAINA

Adormeceu, o sono eterno, a asa cobrindo-lhe a cabeça, já não voará mais...
O porto de abrigo, saída e entrada dos barcos para a faina, na esperança do regresso carregado e ladeado de gaivotas que cheiram o pescado...

Em bando iniciam um esvoaçar de encontro a qualquer embarcação que venha a chegar,
pode ser que lhes caiba algum petisco...



Dia!
E o sol futuro que responda.
Charrua alada, o barco rasga a onda,
Leiva salgada e fria.

Mansa, semeia a rede
A mão do pesacdor.
Água que só tem cor!
Mar que não mata a sede!

Misturada com limos,
A semente do sonho assim se perde...
Azul, vermelha, verde...
Paira, gaivota, nos lavados cimos!


Miguel Torga, in Diário, que inclui vários textos escritos pelo poeta autor quando das suas viagens pela Nazaré

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Um tema




video

Mais um tema bonito nas vozes do Valter e da Teresa Radamanto.
A Teresa já tem um cd gravado e tem feito parte de alguns programas televisivos, tem uma linda voz, e faz parte dos nossos artistas nazarenos de todo o coração!

Oiçam, faz bem à alma e não dói nada.....

sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Há 1 ano...



Faz hoje 1 ano que "arranjei" esta maneira de passar um bocado de tempo, de modo diferente...

Exactamente com esta mesma fotografia, estava frio, gelo, só o calor do ninho da minha filhota e das pintaínhas amenizavam o ambiente...

E foi numa de brincadeira "Oh mãe vou-te fazer um blog..." e fez! não percebia nada destas coisas, e hoje, um ano depois, já não me sinto tão burra, mas continuo a não perceber nada...

Mas não pretendo que seja nenhuma obra prima, sei escrever, sem erros, (tento pelo menos...)

a minha pocket digital machine ajuda-me, desenrasco-me, e tenho a possibilidade de ir a vários sítios diferentes que fotografo e venho mostrar como vão as coisas...

já reencontrei amigos, ja fiz novos amigos,

também já vi e li coisas totalmente fora do âmbito que costumo abordar, por isso nem comento, ou respondo...
E tudo isto considerando que fiz uma mudança, e tralha e mais tralha, quase a ter que inventar arumações e limpezas... e obras... bem, está quaseeeeeeeeeeeeee

Há um ano estava na Holanda, em Alkmaar, hoje estou em Portugal, em Casaínhos, mas a "tentar fazer a mala" para ir ao frio, à chuva e ... terra sem sol, tantas vezes!

mas tenho quatro pares de braços, enormes em tamanho e em amor para me aquecerem o coração...

Um ligeiro problema de saúde que se vai arrastando ainda não deu a tal luzinha verde para se tratar dos vôos, portanto, vou esperando, ansiosa por vos dizer Tot Ziens...
E quando eu fôr, se quiserem alguma coisa de terras de Sua Majestade, digam!!!

quarta-feira, 22 de outubro de 2008

CAMPEÕES

Alguns jogadores do Benfica e do Candelária (Madalena, Pico), no final do jogo, resultado final 3-2
na noite de ontem, 3ª feira
O meu coração é verde... e... não digo mais nada...

O Diogo Rafael, o meu "afilhado", já que me elegeu como madrinha há uns tempos...
Campeão europeu na categoria de sub-20, o nosso Panchito português...
PARABÉNS, Diogo, força, sempre! (e ri-se para mim, o malandreco!)
e o António Ramalhete, actual Presidente do Hóquei em Patins do S.L.B.

O Pedro Vaz, o João Silva, o João Coelho e o João Beja, os nossos ilustres atletas juvenis, campeões europeus na categoria de sub-17, vocês estão tão grandessssssssssssssssss
ainda outro dia eram uns meninos! Claro que estou velha, meus meninos!
PARABÉNS, serão o amanhã do Hóquei em Patins do Benfica!
A equipa de Juvenis do Benfica, campeões nacionais na época 2007-2008, com treinadores, técnicos e presidente, receberam a faixa de Campeões no intervalo do jogo
Muito stress, nervosismo, alguma confusão porque o tempo era muito curto para todas as homenagens que queríamos prestar, muita comoção e emoção...
Parabéns aos "meus" rapazes, vão continuar a ser assim... (serão sempre os meus meninos...)
Pessoalmente, por todo o meu envolvimento nestas vidas hoquistas, jogos, torneios, competições particulares, convívio entre todos, deslocações e viagens de alguns dias, semanas mesmo, em que era a Mãe de todos... e porque sim, pelo que aprendi e dei a todos, a minha amizade e carinho, compreensão e desabafos mútuos, por tudo, Obrigada, muito obrigada a todos os atletas de todos os escalões e até de diferentes equipas. Não, não é uma despedida, é antes um até sempre!
Foi com emoção que participei nestas homenagens e que recebi aquele abraço, dois beijinhos e Parabéns da parte do António Ramalhete, a que só consegui responder "parabéns a ti também" com mais dois beijinhos!
Mas já sabem, vou estar sempre presente de pedra e cal naquele meu lugar, no nosso pavilhão e até vão levar comigo nalguns jogos em casa dos adversários...
Força Benfica!

Concerto



video


Mais uma das vozes dos Amigos para Sempre, desta vez no feminino, a Tânia, que também fez vibrar as noites de concertos de verão na Nazaré, e porque ainda é "verão", está calor, já me lá queria nos concertos das noites!

domingo, 19 de outubro de 2008

Ontem, hoje

Teria eu uns 7 ou 8 meses... sentadita na relva do parque, em Caldas

4 ou 5 anos depois, no areal da Nazaré, vestida à maneira!, saia de roda, 7 saias e tudo!
e neste agosto, um pouco de vento, frente do mar, na marginal da Nazaré, na ida para o casamento do nosso capitão de Hóquei em Patins,
Valter e a Joana,
claro que não imaginem que eu iria para a praia, para o areal assim vestidinha... e calçadinha...!!!
E eles disseram "I love you with so much of my heart that none is left to protest!"
(w.shakespeare)
Parabéns, meu capitão, tudo de bom para os dois!
e para ti, valter, já sabes o que te digo sempre antes dos jogos...
e vou lá estar, sempre, em casa e quando for fora, talvez... who knows?
Força, querido amigo e companheiros, e acreditem, sempre!


sexta-feira, 17 de outubro de 2008

O Parque

O menino e o bambi
A Mâe

O parque infantil, os baloiços
Ir à "terra" é sempre muito bom! Motivos profissionais, e/ou por obrigação...
ou mesmo só passear, ou de passagem, como antes de haver as autoestradas que tiraram grande movimento às cidades e vilas, não havia a A8 e andar pela zona oeste compreendia passar por Caldas da Rainha e tantas outras localidades vizinhas, como Óbidos, a linda vila medieval dentro das ameias do seu castelo!
Depois há sempre a praça da fruta, fantástica, onde imperam todos os legumes e frutas fresquíssimas, flores e outras plantas, as vergas e outros produtos artesanais, como os queijos, frutos secos tão próprios desta época, as deliciosas cavacas e beijinhos, tudo de bom e do melhor!
E também a praça do peixe, onde igualmente se encontra inúmera variedade de peixe sempre fresco e bom!

Temos a Rainha D. Leonor que dá as boas vindas à entrada da cidade (hoje já não está à entrada, já que a cidade cresceu...) e o Parque D. Carlos I, lindo, verde, cheio de árvores, onde estão os baloiços, remodelados e agora vazios, já que as crianças estão nas escolas durante o dia, está também o Museu José Malhoa, inúmeras estátuas, o lago com os seus cisnes e barcos, o ténis, as bicicletas, outro Museu, de Bordalo Pinheiro, os pavilhões do antigo quartel de Caldas, inúmeras razões para uma visita e disfrutar da minha cidade.
E há bons, muito bons restaurantes...

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Mãe gata e filhote coelho

video

Há mães...

A natureza tem destas coisas...

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

No Sítio

A capela da Senhora da Nazaré

O coreto, no terreiro

O meu mar, ao canto das pedras, deslumbrante...
cheio de luz, de sol, de calro, de vida!
VIRA DO SÍTIO
Ind'agora vim do mar
de remar contra a maré
e já estou a dançar
o vira da Nazaré
Quando tu vais para o mar
em tão fraca embarcação
fico por ti a rezar
à Virgem da Conceição
Dancemos com fé
que o vira não cansa
pois na Nazaré
o vira é dança
Nazaré sem vira
e amor sem ciúme
é pura mentira
é fogo sem lume
Vou p'ró mar em rude lida
vou pescar, sou pescador
dia a dia arrisco a vida
p'ra firmar o nosso amor
Ind'a o meu peito suspira
sinto em teu rosto o cansaço
não queiras dançar o vira
descança no meu regaço
Rancho Tá-Mar da Nazaré
Para ti, meu querido Gonçalo, sabes que serás sempre o meu menino, e porque és siteiro.............
dedico-te este vira e...
PARABÉNS!!! muitas felicidades, muitos anos de vida...
és lindo!, tu sabes o quanto gosto de ti, desde sempre, não és o "sobrinho", o "filhote", como alguns daí da praia, ou como mesmo a tua irmã, não, tu és o "meu" Gonçalo!
26 anos já com bastante história de vida, momentos lindos inesquecíveis, cá em casa, com a minha filhota, comigo, em família, pela praia, no areal, no mar, no xilá...
e tantos outros com lágrimas, dor, e desespero, mesmo,
partilhámos tantas coisas como AMIGOS, mais ainda do que como Mãe e Filho...
tu sabes que estou sempre contigo, não há longe nem distância...
desejo que corra tudo bem lá em casa
e para ti, Gonçalinho, com todo o carinho desejo-te um dia, uma vida sempre feliz!
Um beijo enormeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee até à pedra do Guilhim!
Parabéns!




quarta-feira, 8 de outubro de 2008

Receios de um amor





Figuras desenhadas no íntimo da minha alma são reflectidas no oceano azul, esfera de vidro, capa celestial da vida.
Esculpidas pelas nuvens, esse tesouro escondido no terreno da minha alma invisível toma formas simbólicas que só eu posso decifrar.
Monstros relembram as minhas derrotas, anjos empunhando espadas de fogo cantam pela luz que cobriu a minha esperança de vitória.
Mas eis que vislumbro algo mais belo que a própria verdade!
No plano onde as estrelas se assentam, a minha raínha sorri para mim!
Lança-me feitiços, enganando a minha razão e, pegando levemente no meu coração, beija-o com doçura. Com esse beijo mil histórias de amor ficaram por contar e novas asas nasceram, onde antes as feridas brotavam o medo.
Uma sede inesgotável arrasta o meu desespero por outro delicioso beijo.
Acalento a felicidade como uma droga e assombro a ecuridão com uma infindável alegria.
Mas como tudo o que é belo ... tudo um dia desaparece.
Ingénuo na minha decisão, tomo parte da minha derrota.
Entrego-me à solidão com medo do desconhecido, com receio do destino...
Sou o Pedro, tenho 26 anos, sou engenheiro do ambiente no desemprego,
gosto de música e de escrever, tenho uma banda, de "garagem" e temas próprios,
sou do Porto, gosto da vida, da minha família, da minha miúda, dos meus amigos
sou jovem, quero viver!



domingo, 5 de outubro de 2008

Visões do sítio

Ao longe avista-se a berlenga, os farilhões e as desertas, sinal de chuva...
dizem os homens do mar que "quando da praia se avistam as berlengas, vai chover..."
Aqui as encontro como que a guardarem a marca da pata do cavalo de D. Fuas (praticamente sumida)
Atenta, sempre com atenção aos movimentos que a rodeiam e à espera dum miminho que uma mão lhe oferece

A minha praia... imensa e linda e ao sul a entrada para o porto de abrigo, neste dia 5.Out.08, um dia de verão, com povo na areia, em banhos de sol e mesmo dentro de água..............
dia lindooooooooooooooooooooooooo

E foi assim, meus amigos, o S.L.B. o hóquei, perdeu... o 1º jogo do campeonato 2008/2009...
com o Oliveirense, a equipa dos veteranos... nem quero falar! Pronto!

E fui ao Porto, a uma festa de aniversário, dupla por sinal, pai e filho, muito interessante, muito divertida, 50º e 26º aniversários, pessoal diferente,
um engenheiro licenciado há um ano, com boa média, mas sem trabalho... um amigo finalista em direito, uma psicóloga, a trabalhar..., duas em marketing, outros que nem sim nem não... sabem lá se valerá a pena prosseguir estudos, terminar licenciaturas...
todos muito fãs de música e até com bons conhecimentos musicais, obras já compostas e letras escritas, à espera de oportunidade...

É a nossa juventude, o que será o dia de amanhã???

E o regresso, hoje pela manhã, direitinhos à Nazaré, mesmo ao Sítio da Nazaré, após passagem na minha casinha, lá ao sul, onde já não ia há quase um mês...
e tantas novidades, parece que estive fora 6 meses! uns que partiram, o que acabamos por dizer, mesmo que seja pouco elegante...

e rumo ao sítio, o Manel lá estava para nos oferecer uma bela caldeirada, entretanto diz-me "Já fôtes ver o mar?... então vai, dá uma volta, o tacho vai já pó lume..."
beijinhos a uns e outros, e lá fomos ver o mar...

lindooooooooooooooooooooooooooooooooooo

e as minhas meninas, as gaivotas, ali estavam como que à minha espera, pilipavam, o sinal do reconhecimento...
estive à conversa com elas todas, vinha uma e outra...
e lá fomos à caldeirada, divinal como de costume, porque o manel e ti'Alice percebem do assunto!
depois o regresso final até casa
e o porto ganhou!!! sinceramente...
amanhã já é 2ª feira, lá vamos acartar mais umas tralhecas mesmo já nos "finalmentes" e, então, falar com imobiliárias... rezem amigos, para despachar aquele "emplastro"... que aliás é uma bela casa, duplex, 5 assoalhadas, 2 wc's, salão em mármore, ou pedra sabão (sei lá!)com lareira, grande cozinha, varandas, etc, e garagem fechada!

sábado, 4 de outubro de 2008

Início de época

Pois claro, é uma águia!
Sim senhor... o galhardete do S.L.B. - Hóquei em Patins!

E o Tonho indiferente a estas aves e desporto, prefere capinar o quintal e correr, saltar, andar à solta no mundo dele!
Enquanto termino as mudanças das tralhas e dos tarecos que ainda "residem" na minha casa da Parede, dá-se hoje início ao Campeonato Nacional de Hóquei em Patins, e o Benfica lá vai até Olveira de Azeméis, boa equipa, também, participou no Campeonato Mundial de clubes em Réus, e mantém jogadores com alguns títulos mundiais.
Faço um intervalo em limpezas e arrumações este fim de semana...
E já sabem, meus amigos, se andarem por estas bandas saloias, bucólicas, cheias de sol, carneiros e ovelhas, onde há uma fonte à entrada do lugar (sim, porque nem aldeia é!) onde tantos moradores ainda se vão abastecer para o consumo diário de água em suas casas, quando virem uma vivenda cor de rosa, esbatido, que virá a ser rosa mesmo, tipo "casa cor-de-rosa onde Evita falou ao povo, em Buenos Aires - Lindo!!!" com este emblema numa varanda, já sabem, é a minha casa!
Ainda há muito por fazer, limpar, arrumar, organizar... são 38 anos de casamento, 3 filhas que deixam sempre "coisitas" espalhadas em casa da mãe ( como eu também fiz!) e toca a alindar e fazer da tralha quase que peças de arte!
A porta está aberta a todos os AMIGOS!

quinta-feira, 2 de outubro de 2008

Hasta luego...

La plaza de los caballos, uma escultura lindaaaaaaaaaaaaaaa
La caldereta... pois, o "tacho", no almoço oferecido por el alcaide

Os viveiros da ria de vigo visitados pelas gaivotas e pelas garças e, neste dia, havia uma família de golfinhos que se passeava e iam mostrando as suas habilidades aquáticas, pena não ter conseguido captar em fotos bem visíveis os seus saltos... (fica para o ano!)
Aqui vai a receita da "QUEIMADA"
Ingredientes: Aguardiente de orujo gallego, azúcar blanco, corteza de limón y algunos granos de café, sin olvidar tener al mano el CONXURRO DE LA QUEIMADA
Para un litro de aguardiente:
120 gramos de azúucar
peladura de 1/2 limón
15 granos de café
Preparación: En un recipiente de barro cocido echar el aguardiente y el azúcar, removemos añadiendo a continuación la corteza de limón y los granos de café.
Para encender la queimada: Con un cazo de barro cogemos aguardiente del recipiente calentamos el cazo y encendemos cercando la candela al borde del mismo (para evitar quemarnos), después vamos acercando poco a poco el cazo al contenido del recipiente de barro hasta que esté encendido todo el aguardiente.
Removemos levantando el cazo y soltando el líquido desde lo alto - apagamos las lluces y comenzamos a leer el Conxurro de la Queimada en gallego - hasta quemar el alcohol del aguardiente al gusto (llama azulada). A aprtir de este momento:
LAS MEIGAS HAN DESAPARECIDO!
Servimos en vasos de barro y ya sabemos que:
"Los espíritus de nuestros amigos que no están presentes participan con nosostros de esta queimada, sentidlos!"
Em pleno verão é um pouco "quente"... mas em tempo mais frescote...
afastam-se os maus olhados e as pragas e tudo isso , é uma crença...
fica na ideia e na confraternização possível nestas situações de rodas de amigos!