terça-feira, 25 de março de 2008

NAZARÉ

As minhas princesas do mar acorrem aos nacos de pão que lhes ofereço no areal
Pobres meninas, andam cheias de fome...

LINDAS!!!



Sob o grande céu ainda não industrializado, diante do mar circular aberto dia e noite à sua própria ópera, muitas mulheres sentam-se ao longo da praia; miram com olho horizontal o ponto mágico donde despontará dentro de horas ou semanas certo barco de pesca: traz a bordo o homem proprietário de cada uma.

Enroladas em severos xailes pretos, moças e velhas trajam ainda sete saias. Cada uma concentrará por acaso em si o fôlego de sete mulheres para "representar" diante do seu homem uma pantomina de Eros e metamorfose?

Desde séculos alinhadas na praia, ruminando conjecturas, reprimindo iguais, herdeiras de uma epopeia concluída no silêncio, aguardam a restituição do seu hoeme pelo mar, que às vezes chateado com a monotonia do próprio ritmo se rebela: então afunda barco, pescadores, bacalhau.

Algumas enviuvaram mas, rudes, nascidas para a conjugação do verbo suportar, permanecem ali, sacerdotisas dum rito extático, atentas à linha do horizonte; sem flor, moedas ou apólices, a ouvir o canto (gregoriano) das ondas, trajam sete saias viúvas. Amparadas por amigos, vizinhos ou parentes, assistindo à chegada e partida de turistas, ao desenvolvimento da vila e do comércio que não lhes altera o fundo da experiência sofrida nem a têmpera arcaica: miram o ponto mágico que dentro de horas ou semanas restituirá cada homem ao poderio dos braços de outras.

Murilo mendes, in Janelas Verdes

34 comentários:

FERNANDA & SONETOS disse...

Olá minha querida amiga Gaivota, lindas meninas na tua praia... vem perguntar onde te encontras e eu também... Vês a praia da tua casa ?
Elas tem saudades tuas e eu também,
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

gaivota disse...

fernandinha
minha querida, da minha casa à minha praia, é só atravessar uma rua... não é mesmo na marginal, mas a uns metros apenas...
estava lindo o meu mar e as minhas meninas, mais que nunca!
beijinhos

Carla disse...

palavras sentidas de vidas doridas...e belas fotos
beijinhos

GarçaReal disse...

A faina da pesca , a luta incessante dos pescadores, a eterna espera de mulheres que ficam em terra com o coração a chorar na espera da chegada dos barcos.
As princesas do mar na espera de restos...

Belo

Bjgrande do lago

Fa menor disse...

São mesmo belíssimas as tuas meninas...
Bjins

Marta disse...

Conheço algumas tradições de Nazaré, principalmente o uso de 7 saias, uma para cada dia da semana.
Gostei das imagens :P
Beijinhos

multiolhares disse...

A vida dos pescadores nunca foi fácil
Esse mar que amamos, tantas vidas tem tragado, como em tudo também o mar tem a sua dualidade.
As mulheres da Nazaré são um hino á vida, á força, á rebeldia, não se deixam dominar nem pelo bravio mar, mulheres de fibras.
Hoje também fiz um poste com as nossas meninas
beijinhos

gaivota disse...

carla
mais que certo, muito doloridas as vidas da Nazaré, dos mares, dos pescadores, das mulheres da praia
e doutras praias
beijinhos

gaivota disse...

garçareal
as mulheres no areal, ladeadas de gaivotas, ambas esperam os homens do mar e a pesca que terão conseguido trazer
a espera implacável...
beijinhos

gaivota disse...

fa menor
são tão lindasssssssssssssss
ali estão muito em frente à minha casa, esperam pão, porque o mar não deu nada...
beijinhos

gaivota disse...

marta
obrigada pela visita, é uma terra linda cheia de tradições, lindas!
beijinhos

gaivota disse...

querida luna
é como dizes, vidas de mar, de pescadores, de mulheres e filhos e famílias inteiras rendidas ao mar,
este mar dos nossos encantos, luna!
ai as mulheres da Naza, minha amiga, são um hino inteiro, total!
um dia conto-te uma história...
beijinhos grandessssssssssssss

Anita disse...

Amiga bom dia, ontem não deu para passar por aqui pois tive dentista e estive a tratar das coisas para a Marta levar hoje para a faculdade.
Pois é agora só tenho o "casula" em casa. O que vale é que depois de amanhã já é sexta.
Lindinha muitos beijinhos.
Fica bem. Fica com Deus.
Anita (amor fraternal)

São disse...

Boa escolha , a deste texto.
Estão bonitas, as princesas do mat.
Que fiques bem, linda.

Viviana disse...

Gostei muito deste belo texto e destas lindas fotografias.

Quanto á Nazaré...meu Deus! quanta saudade!

Cresci em Leiria e frequentei até aos 19 anoa, altura que vim para lisboa estudar Enfermagem, a Igreja Evangélica Baptista que , todos os anos atribuia um prémio ás crianças que durante todo o ano não faltassem á Escola BíBlíca Dominical... Prémio esse que era uma viagem gráytis numa excursão á praia da Nazaré.

Eu ganhei-o várias vezes.
Ficava o ano inteiro á espera daquele dia tão especial, para ir á praia da Nazaré.

Quando lá vou hoje ou passo, lembro-me sempre desses idos e longínquos dias da minha infância.
(tenho 67 anos)

Tenha um lindo dia

Viviana

gaivota disse...

anita
é assim amiga, o ninho vai soltando os pintos... sei bem como é isso!
o que é preciso é sorte e que elas tirem o melhor proveito dos estudos e da vida
fica com Deus!
beijinho grande

gaivota disse...

são
as minhas princesas são sempre lindasssssssssssss
como o meu marrrrrrrrrrrrrrrr
beijinho

gaivota disse...

viviana
obrigada pela sua visita, a Nazaré é sempre um ponto de referência na paixão de gente de bem!agrada-me sempre saber que continua a ser uma praia de eleição e de recordação de quem por lá passa...
beijinho

poetaeusou . . . disse...

*
pelas gaivotas,
entro no albatroz, no alcatraz.
eram eles o Guia, o Orientador
dos pescadores, assinalando os
cardumes, os corsos de peixe,
no seu picado voo de mergulhador,
que fizeram ao Alcatraz ?
votaram-no ao ostracismo, substi-
tuiram-no, com a sonda-eléctrica,
o radar, os GPS e os hélicopteros,
não perdoo a Deus.
de não criar um Alcatraz do tamanho de um Hélio,
Ou Deus criou um Sáurio Voador Gigante? talvez ...
,
conchinhas
,
*

Ana Luar disse...

Presa à imagens e ao som de palavras eternas de emoções.

gaivota disse...

poetaeusou
talvez, poeta, talvez
mas que será feito do albatroz?!?!?!
marcas que se vão...
beijinhos

gaivota disse...

ana luar
eternas, minha amiga
eternas as emoções e as vidas destas gentes de mar...
beijinho

Serenidade disse...

Magnificas fotos que manifestam vontade imensa de libertação, viajem,de alegria e de vontade de viver muito muito muito.

Serenos sorrisos

Iana disse...

Gaivota lindaaaaaa...

Pessoas Importantes Não Dependem
De um sobrenome
De uma raça, cor ou religião
Da presença ou ausência
Da situação social
Da riqueza ou pobreza

Pessoas Importantes Marcam a nossa vida

Pelos fatos
Pelos gestos
Pelos sentimentos
Pelos ideais
Pelos momentos
Pelo que fazem
Pelo que sentem
Pelo que ensina
Pelo que deixa de si

beijos com carinho minha linda
Iana!!!

gaivota disse...

serenidade
obrigada pela visita
a libertação nas asas das minhas meninas/princesas do mar
neste caso, um acesso de fome na corrida ao pão que lhes deitei...
beijinho

gaivota disse...

iana,linda
é verdade, sim senhora!
ser simplesmente alguém, verdadeiro e honesto q.b.para rechear a vida de alguém...
beijinhos

Teresa Calcao disse...

Um grande amor em comum......as nossas gaivotas....
I feel that there's something wrong with you,may I help in any way?Please let me know!!!!!!
Beijinho doce,

gaivota disse...

teresa calcao
amor comum, gaivotas, princesas do mar, lindas..............
beijinhos

Sérgio Figueiredo disse...

Amiga,

As tuas meninas são lindas, mesmo sabendo a sua fraqueza provocada por fome que não altera a imagem, melhor, as fotos que conseguiste. É sempre bonito o baile que elas nos proporcionam á vista.

Nazaré e Mulheres de sete saias. Que saudades de ver essa típica "Mulher" que é história de vida sofrida e dolorosa.

Teu post é muito expressivo e não deixa de "avisar" todos que gostam do que é bonito, o que há de sentimento perdido.

Bjs

gaivota disse...

sérgio figueiredo
as minhas lindas, as mulheres da praia, sete saias, o mar, a perdição, a Nazaré!
sempre!
beijinhos

Sophiamar disse...

Falar do mar, dos homens da faina e das mulheres que os amparam é sempre um tema que me apaixona. Eu nasci na beira-serra mas cresci na beira-mar.Tinha a Ria Formosa à porta e um pouco além , estava ele, deslumbrante de azul. Dá o trabalho, dá pão, dá alegria mas dá a dor. No entanto, mantém, em todos nós, bem acesa, uma paixão infinita.
Belo hino à mulher. Nazarena, neste caso, mas mulher de pescador é MULHER.

Beijinhossss

gaivota disse...

sophiamar
e que Mulher!a mulher da praia, a nazarena, dona do mundo e do mar e do seu homem e da casa e dos filhos e da vida...
MULHER!
querida isabel, mil beijinhos,

Suave Toque disse...

*♥* "Ser feliz não é ter uma vida perfeita, ' ' ' ' ' ' ' ' ' ' '♥*♥
♥*♥ Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, ' ' ' ' *♥*
*♥* apesar de todos os desafios e perdas... ' ' ' ' ' ' ' ' '♥*♥
♥*♥ Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas ' ' ' *♥*
*♥* e se tornar autor da própria história... ' ' ' ' ' ' ' ' ' ' ♥*♥
♥*♥ Ser feliz é uma conquista e não obra do acaso..." *♥*
    ☆ *  * ☆
 
"Lute diante das coisas mais difíceis
de tua vida com amor e sabedoria,
para que um dia possas olhar para
trás e dizer...eu consegui..."

Passando para desejar a tí e a todos que ama um feliz final de semana.
Grande beijo de carinho

Elcia Belluci

gaivota disse...

querida elcia
ser feliz.................
tudo isso...
que bom!
beijinhos