segunda-feira, 4 de outubro de 2010

A um ti que eu inventei


Pensar em ti é coisa delicada.
É um diluir de tinta espessa e farta
e o passá-la em finíssima aguada
com um pincel de marta.

Um pesar grãos de nada em mínima balança,
um armar de arames cauteloso e atento,
um proteger a chama contra o vento,
pentear cabelinhos de criança.

Um desembaraçar de linhas de costura.
um correr sobre lã que ninguém saiba e oiça,
um planar de gaivota como um lábio a sorrir.

Penso em ti com tamanha ternura
como se fosses vidro ou película de loiça
que apenas com o pensar te pudesses partir.
- António Gedeão (Poemas escolhidos)

Não te reconheço mais, não entendo o que te possa ter acontecido, apenas sei que te amo imensamente e não tenho mais espaço para tanta dor e sofrimento
deixaste de ser tu, semplesmente, a menina que não soube crescer nem sentir a responsabilidade que implica o tal "crescer" ...
Tanta independência que se exije e se declara... quando no fundo todos precisamos uns dos outros, para dar miminhos, beijinhos e/ou para mandar a um certo sítio que não deixo aqui...
Vives no mundo da lua e na irresponsabilidade do pensamento, palavras e ocas e vãs que ninguém entende!
Tu não existes... no entanto provocas imensa dor a quem te ama na realidade e assim deixas a sangrar os nossos corações, apenas porque levas dois anjinhos pela mão, sem rumo certo, à deriva...

22 comentários:

Isa disse...

Os "ti" inventados são,às vezes,
causadores de tanta mágoa!
Beijo.
isa

São disse...

Minha irmã-de-coração te deixo um enorme e caloros abraço, querida!

Que Deus traga luz á menina que não soube crescer, xará minha.

RETIRO do ÉDEN disse...

Querida Ex.,
Tenho andado meio preguiçosa em comentar...leio e não consigo ter força anímica nem inspiração para escrever.
Não percebo o que se passa comigo...são fases...
A Nanã cá anda...com as suas exigências dos 80 aninhos...mais o meu filhote com 32...mais eu e o meu marido com os 61...já sem paciência para tanto penar.
Belo texto e escolha apropriada para os momentos actuais que estamos vivendo. Foto linda.
Forte abraço
Mer

GarçaReal disse...

Está lindo ...
O poema e o texto a um "ti" que mesmo que não exista sempre aparece em nossa imaginação.

Muito belo amiga

Uma boa semana

bjgrande do Lago

Amordemadrugada disse...

Olá Gaivota!
Muito bonito, o texto!
Ela...não existe, mas faz sofrer!
As vezes acontece assim...
E dói!
Tens que ensiná-la a crescer ...a saber dar...também...
besito
;)

Vieira Calado disse...

Ai, as mulheres, amiga,

levam o coração nas mãos!

Beijoca

Multiolhares disse...

Sei que não é fácil,pelo contrario a dor corroí o coração, mas... por vezes nada podemos fazer só deixar os pássaros voar e quando cansados de asas quebradas não terem onde pousar, caídos, cansados, nós de braços abertos nesse coração imenso que sofre a ama os apanhar cuidar das asas doentes e quem sabem novamente os ver voar e ficar esperando.
beijinhos no teu coração

gaivota disse...

isa
tanta mágoa! mesmo os que não se inventam, amiga!
beijinhos

gaivota disse...

são
será que a luz lá chega? às vezes nem chega a ser de dia...
já foram, xará...assim, sem dizer adeus...nem um beijo!
beijinhos

gaivota disse...

retiro do ésen
acontece-me a mim também, ainda vou aparecendo aos poucos e mais "suave"
beijinhos a todos

gaivota disse...

garça real
existe... assim, numa inexistência!
beijinhos

gaivota disse...

amordemadrugada
faz, se faz!
beijinhos

gaivota disse...

vieira calado
é sentir confusão desesperada...
beijinhos

gaivota disse...

multiolhares
não sei, não, minha querida!
como será, como vai ser...
beijinhos

Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Não percebi muito bem a relação do poema de Gedeão com o resto do post.
De tanto os querermos podemos desejar que sejam e pensem como nós, mas cada ser é um ser individual e por vezes temos desilusões. Espero que tudo fique bem.

Bjs

gaivota disse...

anónimo
a relação é minha!
há-de correr tudo bem
beijinhos

Viviana disse...

Querida Gaivota

Estou aqui para te abraçar e desejar-te o melhor.

Admiro-te amiga.

És uma grande MULHER.

Fica com Deus

viviana

gaivota disse...

vivana
obrigada, amiga
este ano tem sido um dia depois do outro, muito complocado!
obrigada, querida, pelas palavras
beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
minha querida,
,
ela (lá no fundo) ama-te, os dois
anjinhos são a vossa ligação,
sabes,
nas arvores há sempre uma braça,
que desarmoniza o seu todo,
afastando-se das irmãs ramagens,
o tempo, lentamente, as unirá,
dá tempo ao tempo, amiga !
,
Pilipares,
,
*

gaivota disse...

13121950
poetaeusou
não sei, meu querido...
dói demais a todos!
não há explicação possível, e na cumplicidade de mais alguém...
obrigada!
pilipares