sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Pico, a ilha montanha


MÃE, esta hortência é para ti, está lá na ilha do Pico, em Bandeiras, onde não chegaste a ir,
porque não chegou a calhar...
A casa lá está em santa catarina, nas Lajes do Pico, e a paisagem de toda a ilha ir-te-ia encantar!
e é para ti, porque hoje completavas 88 anos de vida! e as MÃES nunca morrem, apenas se ausentam, docemente, ligeiramente...

Em S. Roque, a homenagem aos baleeiros e onde existe o museu da indústria da baleia, onde não é possível tirar fotografias, recomendando uma visita, grátis, para se saber a história das baleias e a sua pesca


A cultura da vinha, património mundial, ondes as uvas nascem por entre as pedras de basalto características desta ilha

A gruta das torres, aberta ao público desde 2005, é imperdível! Fica na zona de Criação Velha
De todas as vezes que já estive na Ilha do Pico faltava-me visitar esta gruta vulcânica, porque nunca levo sapatilhas... para mim é mesmo chinelos ou pé no chão... e tem que haver muita segurança para andar da gruta. Levamos um capacete de protecção e lanterna, como se uma expedição a uma mina se tratasse.
E o que encontramos no seu interior é absolutamente fantástico, existem estagtites e estalagmites, ocasionadas pela liquefação das rochas ao serem atingidas pelas lavas do vulcão, que por sua vez deixa o seu rasto por todo o solo.
Durante cerca de 1 hora percorremos um mundo natural pelo interior da gruta, onde outrora correram as lavas do vulcão, e onde brotam plantas e árvores!
Não deixem de visitar, é um espectáculo!

26 comentários:

São disse...

Querida amiga, essa gruta não vi, nem sabia sequer da sua existência, mas partilho o teu fascínio pela paisagem vulcânica do Pico.

E onde estiver a tua mãe , está orgulhosa da estupenda pessoa que és.

Um abraço muiiito apertado, xará-mana.

Duarte disse...

Uma das coisas que mais me impressionou da ilha da Madeira, as ruas cheias de granjas...
Na quinta da Conceição em Leça da Palmeira, mesmo à entrada, está tudo cheio desta flor.
Levo anos lutando para que vingue aqui em casa e só agora é que vejo, pelo menos, FOLHAS.

As Açores continuam a ser a única cadeira que tenho para aprovar do nosso Portugal, mas já falta menos.
O que lograste com estas estupendas narrações foi causar-em ansiedade. Na tropa tive um companheiro que era do Pico, só me disse maravilhas e deu-me uns diapositivos que ainda conservo.

Um grande abraço de boa amizade

AFRICA EM POESIA disse...

São

OUTONO


Estou a ver-te...
Árvore de Outono...
Porque estás nua?
Porque deixaste fugir
As tuas folhas...
E os teus ramos...
Ficaram secos e frios...
Longos e nus...
Porque deixas
Porque sofres?
Porque tem frio?

Porque...
É preciso renascer...
É preciso sofrer...
Para viveres novamente...

E assim árvore nua...
Vais voltar...
Mais frondosa...
Mais bonita...
E...
Vais estar outra vez...
Pronta para a nova Primavera...

Vieira Calado disse...

Bonitas as hortências.

E quando dedicadas a alguém que ama

ainda parecem mais bonitas.


Beijinhos

anad disse...

Como eu gostei da ilha do Pico e da sua terra escura, escura. E o Verdelho? Belo Vinho.
Como dizia Saramago, as pessoas não morrem, deixam de estar. Às mães acontece o mesmo.
Bom fim de semana
Anad

tulipa disse...

Chegou a estação do ano que eu mais gosto - Outono.

Estive agora 1 semana de férias em Tavira pois sempre fui adepta de férias em época baixa.
Só hoje, já em casa, posso aceder aos blogues e fazer umas visitas.

Boa escolha a sua.
Uma das belas ilhas dos Açores, que eu, lamentavelmente ainda não conheço.

Convido-a a ver o post que fiz sobre a minha participação no "5º Raid Fotográfico da Moita" no blog "Deabrilemdiante".

Abraços outonais.
Bom fim de semana.

Eduardo Aleixo disse...

Excelente a tua reportagem. Lindas sempre, as hortências. Não conheço essa gruta, mas adorei o Pico, os seus queijos, o vinho, a paisagem. Um abraço.

Rosa Carioca disse...

Bela homenagem. As mães estão sempre connosco.

helia disse...

A ilha do Pico é linda, a gruta também , a paisagem vulcânica é um espectáculo e as orquídeas são uma maravilha! Gosto muito do Pico.

Anita disse...

A melhor amizade é aquela que o vento não leva, a poeira não suja, o fogo não queima e o mais importante: a distância não separa.

Um dia maravilhoso querida e doce amiga.
Beijinhos.
Fica bem. Fiaca com Deus.
Anita (amor fraternal)

gaivota disse...

são
minha querida, para o ano VAMOS lá!
bem sabes a minha paixão pelo pico, mana-xará!...
beijinhos

gaivota disse...

duarte
tens que pensar em ir ao pico e/ou às outras ilhas também!
é "obrigatório"
beijinhos

gaivota disse...

africa em poesia
ea primavera continua...
beijinhos

gaivota disse...

vieira calado
pois é, meu amigo, ainda mais bonitas
beijinhos

gaivota disse...

anad
e as pessoas... deixam de estar!
o pico é lindo, tem coisas maravilhosas!
beijinhos

gaivota disse...

tulipa
para mim o pico é a mais bonita!
já te visitarei...
beijinhos

gaivota disse...

eduardo aleixo
é tudo muito lindo pelo pico!
a paisagem e tantos locais que não se podem deixar de visitar
beijinhos

gaivota disse...

rosa carioca
sempre, minha amiga!
beijinhos

gaivota disse...

helia
é tudo realmente fantástico!
beijinhos

gaivota disse...

anita
a distância não nos separa...
e não te posso visitar! agarro logo um virus!!!
fica bem, amiga, fica com Deus
beijinhos

poetaeusou . . . disse...

*
amiga,
e a tua Mãe, merece tudo,
e no lado misterioso da vida,
zela por todos vós !
,
belas flores, gostei !
,
pilipares,
,
*

São disse...

Venho desejar-te que tudo esteja a compor-se .

Um abraço bem forte, querida amiga.

gaivota disse...

poetaeusou
obrigada, zé amigo
beijinhosssss

gaivota disse...

são
querida xará... está tudo ao contrário!
beijinhos grandes

Lilá(s) disse...

Tão ternurento este post!!!
Parabéns vóvó...
Bjs

gaivota disse...

lilá(s)
obrigada, amiga
beijinhos